O Resgate

 

Era uma noite típica de verão. Enquanto o jovem Frank malhava na academia, os três estranhos homens o observavam. Ao perceber, que Frank estava partindo, os homens passaram a segui-lo pelas ruas. Passos curtos e demorados para que o rapaz nada desconfiasse. Já distante algumas quadras, os rapazes aceleram o passo e quando Frank percebe, eles o tomam com muita força e violência e tapam a sua boca para silenciá-lo. O Seguram. Um carro se aproxima, os rapazes forçam Frank a entrar e somem com o carro.

Horas depois em uma casa rústica e muito distante, Frank está somente de cuecas ajoelhado ao chão com os braços acorrentados para os lados e a boca sutilmente amordaçada apenas com um pedaço de tira que prende e cobre os seus lindos lábios carnudos. Dois dos rapazes estão sentados em uma mesa jogando cartas. O terceiro sequestrador está em pé, com cigarros e um celular na mão e com a calça e a cueca abaixadas, de modo que Frank fica com o rosto encoberto pela bunda dele. Eventualmente, um dos sequestradores levanta da mesa e empurra a cabeça e o nariz de frank para dentro das nádegas do sequestrador e diz em tom muito austero: 

-É PRA FICAR QUIETO AÍ E CHEIRAR A BUNDA DELE!!!

Aquela situação o deixa muito irritado e incomodado. Porém, quanto mais Frank tenta se soltar, o rapaz o sufoca ainda mais com a bunda apertando a cabeça do pobre rapaz contra a parede. Suas nádegas eram muito grandes e realmente apertava o rosto de Frank contra a parede que gemia amordaçado. Ao desligar o celular, o rapaz arruma a sua calça e senta com os demais na mesa para também jogar cartas. Frank fica lá só observando e choramingando, pedindo socorro com a voz abafada pela mordaça. Como ele estava fazendo muito barulho, os rapazes tiraram a mordaça de tira de sua boca, apertaram as suas narinas, depositaram um lenço dentro de sua boca e o amordaçaram com uma fita silver-tape.

Um deles, sentado ainda sobre a mesa e já colocando a Bunda à mostra, fazia gestos em círculos para que os outros rapazes amordaçassem a boca de Frank com inúmeras voltas entre a nuca e a boca do pobre rapaz. Depois ele se espalhou com sua enorme bunda por cima da mesa e os outros comparsas faziam Frank respirar dentro do ânus do cara. Ao notarem que Frank estava quase sem fôlego, o acorrentaram novamente ajoelhado ao chão. E lá, ele permaneceu durante toda a madrugada. No dia seguinte, os rapazes soltaram Frank, retiraram a sua mordaça e passaram a mumificá-lo com um estoque gigantesco de fitas silver-tape.

Assim, completamente mumificado, os rapazes levaram Frank até o porta-malas do carro e entraram discretamente seguindo viagem... Horas depois em um galpão bem deserto... Frank estava completamente nú, sentado de costas em uma cadeira giratória com a Bunda bem empinada, sua boca estava amordaçada novamente com aquela tirinha e seu corpão todo amarrado e entrelaçado com cordas. Os rapazes aguardavam a chegada do namorado de Frank. Um cara muito rico e totalmente discreto. Quando os rapazes notaram que o carro do jovem se aproximara do galpão, esconderam Frank em um depósito do celeiro e desceram para conversar com o jovem.

Trocaram muitas palavras e o jovem não fazia ideia do que fazia ali e o que acontecia. Foi quando, os rapazes o levaram até Frank e o mostraram completamente indefeso. O jovem ficou horrorizado e precisou ser segurado e ter a boca tapada para não gritar. Enquanto isso, o sequestrador mais cruel, deixava a cadeira virada para trás e acariciava a Bunda de Frank e dizia que se o jovem não pagasse o resgate exigido, eles iriam comer a bunda dele na frente do namorado, iriam estuprá-lo impiedosamente. 

- OU O DINHEIRO NA NOSSA MÃO. OU A GENTE COME A BUNDA DELE!!!

E assim, o jovem acompanhado por um dos sequestradores que está armado, se vê obrigado a desembolsar toda a grana que existe em suas contas correntes para libertar o pobre namorado das garras daqueles monstros sádicos. E, ao voltarem para o galpão com o dinheiro em mãos, o jovem também é tomado como vítima e os rapazes o amarram e o amordaçam junto ao namorado e promovem uma grande curra. Eles são sodomizados e brutalmente estuprados pelos 3 rapazes. Depois, são amarrado e amordaçados juntos, grudados, um de costa para o outro, suas bocas são amordaçadas com a mesma silver-tape e os rapazes mijam em seus rostos. Eles apanham a grana, entram no carro e somem ao cantar pneus pelas estradas longínquas. Os moços ainda permanecem lá, nús, sodomizados, humilhados, amarrados e amordaçados.

The End!!!

Um comentário:

Anônimo disse...

Conto gostoso da porra!