Segurança dentro do BDSM

Seu primeiro passo em BDSM deve ser sem dúvida definir o que você é o que você curte. Será que você é dominador ou submisso? Você gosta de todo o espectro BDSM ou somente de algumas partes (somente bondage, somente dominação...)? Muito provavelmente para responder algumas ou muitas dessas questões você primeiro terá que experimentar muita coisa.

Depois que você souber exatamente qual é a sua posição dentro do BDSM e quais práticas você gosta, sua segunda tarefa é aprender o mais que puder sobre as coisas que lhe dão prazer. O conhecimento é com certeza o melhor amigo da prática saudável e segura.

Você já sabe quem é, o que gosta e como fazer, mas... e o parceiro? Infelizmente no Brasil o BDSM ainda engatinha, então você terá que procurar em sites específicos (leia o artigo sobre esses sites) ou em salas de bate-papo. Saiba que a procura será lenta e cansativa. Pelo caminho você encontrará muita gente que só está de 'onda' com o BDSM e outros tantos virtuais. Seja paciente.

Encontrado o parceiro não tenha pressa, afinal estamos falando de práticas que necessitam mútua confiança e responsabilidade (amarrar, amordaçar, torturas, etc). Converse muito, diga exatamente o que curte, o que procura e sua experiência. Faça as mesmas perguntas ao seu possível parceiro. Tenha certeza de que o pretendente te agrada e não corra para um encontro somente porque o outro curte os mesmos fetiches que você. Se algo não lhe agrada seja honesto com você mesmo e com o seu parceiro. Se achar que não está pronto para determinada situação não faça. Não deixe de observar também todos os conselhos necessários para encontros via net.

Agora que você já se definiu, sabe o que curte e como fazer, achou o parceiro e deixaram tudo muito claro, basta seguir as demais regras de segurança para uma sessão. Daí é só seguir o conselho: relaxa e goza!

Nenhum comentário: