Meu Primeiro Tickling


Oi, sou um cara de 25 anos, 1,92m, 80kg, completamente louco por pés masculinos desde muito cedo. Calço 44. A história que vou contar foi sem dúvida a mais inusitada que já me aconteceu e devo isso ao Orkut. O que um Orkut pode fazer na vida de um cara!


Há cerca de três semanas, recebi um recado de um cara da minha cidade em que ele dizia que os pés dele estavam a minha disposição... Na mesma hora visitei o perfil dele. Lá havia fotos dos pés dele ... e que pés! Tamanho 40, bem cuidados, solas lisinhas, porém, pra minha surpresa, descubro que o cara é hetero. Mesmo assim levei pra teclar no MSN e descubro que além de hetero, ele é comprometido (noivo), 32 anos e amante de pés femininos. Fiquei sem entender muita coisa a princípio, mas logo ele esclareceu que gostaria de ter os pés adorados por um podólatra, já que na nossa cidade pra ele era difícil encontrar uma mulher que curtisse pés masculinos.


Depois de algumas conversas por MSN, marcamos um encontro. Combinamos de nos encontrar num shopping de pouco movimento daqui. Na hora marcada ele chegou. Percebi que ele tava um tanto nervoso. Afinal ele só tinha tido uma única experiência anterior com um podólatra, uma massagem. Depois que ele ficou mais a vontade, convidei ele pra ir comigo ate o meu carro no estacionamento subterrâneo. O estacionamento tava quase vazio e havia estacionado em local estratégico, escurinho ajudando o fumê dos vidros.


Pedi que ele sentasse no banco de trás enquanto eu sentei no banco da frente. Baixei um pouco o banco e pedi q ele colocasse os pés no meu colo. Ele estava de meias sociais pretas... Peguei primeiro o pé esquerdo e comecei a cheirar ele com meia... Nossa, cheirinho bom de pé calçado um dia todo. Tirei a meia e comecei a cheirar e lamber aquela sola gostosa... Depois chupei cada dedinho e passei um tempo nisso. Depois fui para o pé direito e fiz igual. Ele batia uma punheta loucamente e já tava quase gozando. Eu também queria gozar. Botei meu pau pra fora e comecei a roçar no pé esquerdo dele enquanto eu lambia a sola do direito.


Gozamos juntos! Ele na punheta e eu nos pé dele. Só que na hora ele deu três gemidos de prazer. Adorei isso! Nos limpamos, nos despedimos e combinamos de continuar contato por MSN.


Após esse primeiro encontro ele me confessa por MSN o desejo de realizar uma fantasia. Ele queria agora ser amarrado e torturado com cócegas. Tickling! eu nunca havia feito tickling em alguém. Depois de ver alguns vídeos sobre e de separar o material marquei um 2o. encontro com ele. Levei cordas, uma pena de ganso, tampa de caneta e fomos a um motel.


Lá ele tirou toda a roupa... ficou só de sunga e meias pretas... Foi aí que percebi como ele é gostoso, meu pau começou a ficar duro dentro da cueca... braços fortes, coxas definidas e um belo volume entre as pernas... eu confesso que se ele ficasse a fim, eu transaria com ele sem nem pensar duas vezes. Mas já que não pode, eu me contento com aqueles pés gostosos que ele tem.


Deitei ele na cama e amarrei os braços, um em cada lado da cabeceira. Depois fui até os pés dele. Comecei a cheirar eles com meias... o cheiro desta vez estava mais forte que da 1a. vez. tirei as meias e dei um banho de língua neles... delicia... depois amarrei eles juntinhos e prendi ao pé da cama.


Comecei, então, a fazer cócegas nele, nos pés... usando as mãos... percorri cada pedacinho daquelas solas lisinhas com meu dedos enquanto ele ria pra valer e tentava se defender do tickling... depois subi e comecei a coçar a barriga e as axilas dele. Foi aí que ele riu ainda mais. Eu também tava me divertindo bastante.


Depois foi a hora de usar a pena de ganso. Percebi que já tava querendo se defender de qualquer movimento meu, mesmo antes de eu me aproximar. Resolvi então distraí-lo. Lembrei então de uma cena do filme "Tropa de Elite". Fiquei segurando a pena e falei que tava pensando numa estratégia pra torturar ele: estratégia... do Português, estratégia... do Inglês, strategy... do francês... Deflagrei um ataque surpresa nele sem piedade... passei a pena nas axilas, atrás das orelhas, no nariz, na barriga e nos pés. Foi muito divertido.


Depois que ele tava cansado de rir, desamarrei ele e ele ficou deitado de barriga pra baixo, com aquelas belas solas a mostra pra mim (foto). Não resisti, ajoelhei ao pé da cama e dei uma lambida em cada sola... estavam bem suadinhas. Meu pau estava quase explodindo de tesão dentro da cueca... botei ele pra fora e comecei a roçar com gosto naquelas solas gostosas até que lambuzei elas com a minha porra... Foi gostoso demais!


Não parou por aí. Ele tem uma segunda fantasia a realizar comigo... Em breve vou publicar em detalhes aqui.

Nenhum comentário: