BDSM: Códigos e Símbolos

A bandeira

A bandeira que hoje é símbolo da cultura BDSM, inicialmente foi criada para uma competição Leather (couro) em Chicago, no ano de 1989 por Tony DeBlase. Ela é uma variação da bandeira dos USA. Quanto ao seu significado seu criador diz: "Eu deixo a critério de cada um o significado das cores e símbolos". Desde então a bandeira vem sendo largamente utilizada pelos adeptos do BDSM, sejam héteros, bi ou gays.
A bandeira é marca registrada da Desmodus Inc, que diz:

"Qualquer um que desejar usá-la para fins puramente comerciais deve receber nossa autorização escrita. Entretanto, nós damos boas vindas aos membros da comunidade Leather/SM para usar o projeto em bandeiras, adesivos, camisetas, material impresso, etc, a ser distribuídos gratuitamente ou vendido a preço de custo, ou para ser usado para levantar fundos para causas que beneficiem homens e mulheres da comunida Leather/SM."


O símbolo


Após discussões em um fórum da AOL, Quagmyr propôs um projeto para um emblema de BDSM em 1995. Seu emblema foi inspirado originalmente pelos anéis de Roissy na "História de O".

"As bordas e os raios são de uma cor que indica o metal. As bordas e os raios são de largura uniforme com os braços que giram no sentido horário. Os campos internos são pretos. Os furos nos campos são verdadeiramente furos e não pontos."

Quagmyr permite o uso do emblema por ele criado para todas as atividades relacionadas ao BDSM sem fins lucrativos: cultural, educacional e artístico. Qualquer uso comercial do emblema necessita de sua autorização.

Muito provavelmente deve ser por isso que (ao contrário da bandeira) existam tantas versões espalhadas pela internet para o emblema da cultura BDSM. Entretanto o verdadeiro emblema é Amarelo (ouro) ou Cinza (prata) e com o fundo preto.

Suas três partes representam simultaneamente: BD, DS e SM / São, Sadio e Seguro / Tops, Bottoms e Switchers.

Obs.: É por isso que este site é preto, dourado e cinza. As cores oficiais do BDSM!


The Hanky Code (O Código dos Lenços)


O Código dos Lenços apareceu no início dos anos 70, quando a cena BDSM aumentava e já não era mais possível saber as preferências de alguém simplesmente pelas roupas que usava. Acredita-se que os criadores do primeiro código tenham sido Ron Ernst e Alan Selby, e foi publicado pela primeira vez no Bay Area Reporter em 1972.
Desde então o código cresceu, foi adaptado e modificado de acordo com a época e local em que é utilizado. Nem é preciso dizer que existem pouquíssimas cores que são consenso mundial (possuem o mesmo significado em qualquer parte do mundo).

É importante saber que além da cor existe uma diferença entre usar o lenço no bolso esquerdo e usar o lenço no bolso direito:

Lenço no bolso ou braço esquerdo: é ativo.

Lenço no bolso ou braço direito: é passivo.

Isto quer dizer, por exemplo, que se você ver alguém usando um lenço cinza no bolso esquerdo é porque ele curte bondage e gosta de ser a pessoa que amarra. Se for no bolso direito, ele curte bondage e gosta de ser amarrado. Nos dias de hoje quando todos procuram por discrição e também porque as pessoas usam cada vez mais acessórios coloridos, o Código dos Lenços não é tão comum assim. Mas se você estiver num bar ou festa BDSM ele será de grande ajuda.


Preto = Sado Masoquismo

Cinza = Bondage

Branco = Masturbação

Azul Claro = Sexo Oral

Cinza escuro = Latex Fetish

Vermelho = Fist

Laranja = Qualquer tipo de sexo

Amarelo = Urina (piss)

Verde Musgo = Velho/Jovem

Rosa Claro = Dildos

Rosa = Fetish por pés

Castanho = Scat

Violeta = Tortura de Mamilos

Roxo = Piercings

Ouro = "Ménage à trois"

Bege = Lamber o anus

Fuschia = Espancamento

Nenhum comentário: